quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Reunião aberta

Reuniões plenárias do ComCine UFOP abertas à comunidade acontecem às quintas-feiras, quinzenalmente.


Nesta quinta-feira dia 10, no Cine Vila Rica, às 14 horas, o ComCine - Comitê de Cinema da Universidade Federal de Ouro Preto - realiza sua primeira reunião do segundo semestre de 2009, aberta à comunidade em geral.

Haverá a exibição de um curta-metragem, seguido de uma breve apresentação do Comitê. Serão discutidos os novos rumos do Cine Vila Rica, a programação gratuita do "Cineclube ComCine", a mostra "Conversando Cinema 5", além de assuntos diversos.

A próxima reunião aberta (plenária) do Comitê de Cinema da UFOP será no dia 24 de setembro, às 14 horas, no Instituto de Ciências Humanas e Sociais da UFOP (ICHS), em Mariana.


As reuniões plenárias (abertas à comunidade) do Comitê de Cinema da UFOP acontecerão nas segundas e quartas quintas-feiras do mês: no IFAC (Instituto de Filosofia, Artes e Cultura da UFOP) localizado no centro de Ouro Preto, na segunda quinta-feira do mês; e no ICHS (Instituto de Ciências Humanas e Sociais da UFOP), em Mariana, na quarta quinta-feira do mês.


CALENDÁRIO DAS PRÓXIMAS REUNIÕES:

10/09/09 - Cine Vila Rica (OP)
24/09/09 - ICHS (Mar.)
08/10/09 - IFAC (OP)
22/10/09 - ICHS (Mar.)
12/11/09 - IFAC (OP)
26/11/09 - ICHS (Mar.)
10/12/09 - IFAC (OP)





******************************************

Para consultar a programação de setembro do ComCine para o Cine Vila Rica e ICHS, clique aqui.

8 comentários:

Débora disse...

Mais uma vez: parabéns, Comcine!!! Parabéns por exibir filmes excelentes nos quais os moradores da cidade e os visitantes têm a oportunidade de conhecer realmente a "Sétima Arte"! Isso seria impossível se o cinema se restringisse aos filmes comerciais. E parabéns também por não deixar que fiquemos apenas com o entretenimento passivo que nos distancia do pensamento crítico! Estou com vcs!!!

Luis disse...

Me espanta o cinema de Ouro Preto ter desistido de passar filmes ditos comerciais, estes geram lucro ao cinema, este tem ficado as moscas mesmo com sessões de graça sem gerar nada ao estabelecimento, acho um absurdo a população que gosta de cinema ter que se deslocar até BH pra assistir um lançamento no cinema. Gostaria de saber porque está ocorrendo isso!

Jean Dyego - Tarja Black disse...

Antes da crítica deve vir o conhecimento prévio do objeto criticado. Acredito que o Cinema está passando um momento especial de mudanças importantes e lucrativas para a comunidade: basta se inteirar um pouco destas mudanças para perceber que as coisas vão melhorar para a população Ouro-pretana.

Enquanto isso, ninguém deveria reclamar, afinal de contas o cinema está funcionando satisfatoriamente - mesmo que alguns não acreditem. Quem compartilha a realidade do Cinema vê um bom momento e recebe elogios de muitas pessoas que por lá passam.

Finalmente, como dito inicialmente, é preciso ter conhecimento de causa para falar de qualquer coisa neste mundo, o cine Vila Rica é um exemplo - quem o conhece sabe que sua história é uma história de resistência diante de uma realidade que vem apagando a história do cinema no interior. Tomemos cuidado para falar sem tomar o devido cuidado, senão nossos cotovelos falarão por nós.1

ComCine UFOP disse...

Caro Luis,

O Cine Vila Rica não DESISTIU de exibir filmes comerciais. Como foi explicado em nosso comentário da postagem anterior (em resposta à Daniela), o Cine Vila Rica atualmente passa por mudanças. Você não reparou que ele ficou fechado em maio e junho deste ano? Fechado por decisão do Tribunal de Contas da União (TCU), que avaliou que o contrato da gestão anterior não estava adequado às normas vigentes federais. E a partir de julho, quando a Universidade retomou o espaço que é seu desde 1986, resolvemos iniciar de uma vez essa programação gratuita para não deixá-lo de portas fechadas como estava nesses meses (que acabaram servindo como um intervalo para reformas). Tudo isso até o resultado da licitação para uso do espaço do hall do cinema encerrar e se acertar (provavelmente em outubro, mês que vem). Então tudo volta, digamos, ao "normal", com direito à programação comercial e às tradicionais sessões gratuitas do Cineclube ComCine.

E não funciona assim como você pensa. O Cine Vila Rica é de propriedade da UFOP. Ou seja: é um espaço federal, público e acadêmico. Não é uma propriedade particular, que dependa da venda de bilhetes para sobreviver, como qualquer cinema particular dependeria. Assim, a Universidade tem o direito de fazer o que quiser dele, seja exibindo filmes como os que estão na programação atual, seja fechando as portas, seja alugando o espaço para tornar-se uma igreja qualquer, ou até mesmo exibindo filmes comerciais e/ou banais que a "população" tanto anseia.

Basta ter paciência que tudo se resolve. Nós também esperamos isso ansiosamente!

Tenorious disse...

aaaah! nada melhor que sair à noite para ver um filme do woody allen num sábado desses e num cinema bem bonito. nada melhor!

Anônimo disse...

Acho louvável que se passe filmes gratuitos para a comunidade ,mas e as outra pessoas que desejam assistir filmes atuais? Falta em Ouro Preto é "concorrência"( em tudo!).É um absurdo que a população fique a mercê da UFOP( que como diz o próprio pessoal do cinema "poderá fazer o que quisercom o prédio". Aliás, achei um absurdo essa frase,pois a universidade é do povo é ele quem deve decidir!De qualquer forma é um absurdo nao termos um cinema de qualidade em Ouro Preto, logo aqui , que se diz um lugar tão"cultural"

Jean Dyego - Tarja Black disse...

o que é um cinema de qualidade?
Existe espaço e capital para a concorrência numa cidade do interior como Ouro Preto?
O cinema daria lucro se dependesse da programação comercial?

Mais uma vez vale a pena se questionar, se o assunto não nos é conhecido profundamente.

Ninguém está negando a necessidade de exibição de filmes de qualidade e/ou comerciais. Porém vale a ressalva: o cinema ainda não está pronto para a exibição dos filmes comerciais, há um processo de LICITAÇÃO ABERTO, cujo resultado não tem data marcada para sair.

Espero que aqueles ansiosos por filmes comerciais, entendam que as atitudes do ComitÊ de Cinema são as melhores possíveis dentro desse cenário, levando à população uma programação essencial aos que se dizem amantes da sétima arte. Aqueles que não entendem essas atitudes e acreditam que o cinema está sendo roubado ou lesado de alguma forma, passem a conhecer mais do que estão falando e, se a ânsia por pagar um ingresso para ver uma película é grande, vá a BH e escolha a seu belprazer o que lhe é mais devido.

Acredito na proposta do Comitê de Cinema, interpreto suas atitudes como coerentes para com a população - que tem retribuído, comparencendo significantemente nas seções da sete - e espero que aqueles que criticam passem a conhecer melhor o objeto de crítica, comparecendo no cinema e assistindo os filmes que criticam. QUem sabe não estes não se tornam apreciadores também?

Jean Dyego - Tarja Black disse...

Sobre as questões propostas no início do comentário anterior, a lembrança que tenho de cinemas no interior é triste: a grande maoria fechou com a concorrência dos formatos caseiros de vídeo e com o advento da televisão. Acredito que a concorrência entre cinemas de cidade do interior não aconteceria devido ao fato de que se houvesse concorrência nos moldes capitalistas, ambos quebrariam rapidamente.

O Cine Vila Rica só manteve sua programação comercial por esforços da universidade e, neste momento, do comitê de cinema que está viabilizando meios para que o processo de licitação aconteça e seja capaz de manter esse espaço para filmes de película, cuja a qualidade do formato é indiscutível. As vezes vale a pena refletir um pouco sobre o que se fala e conhecer melhor as instituições, sem antes critica-las duramente, quando elas são responsáveis por um esforço para uma causa que, em outros lugares, foi dada como perdida.